Tratamentos

Melasma

São manchas acastanhadas com localização mais comum nas bochechas, mas que podem surgir em outras áreas da face e, menos comumente, colo e antebraços. O melasma atinge até 70% das gestantes. Pode ter seu quadro iniciado ou agravado durante a gestação, sendo mais comum seu aparecimento no segundo trimestre. Quando aparece exclusivamente na gestação, costuma desaparecer no prazo de até 1 ano após o parto. Entretanto, em até 30% das pacientes a condição evolui, necessitando de tratamento contínuo.

Os fatores que predispõe o seu aparecimento são as alterações hormonais, a predisposição genética e principalmente a exposição solar. Os espectros da luz prejudiciais vão desde a luz ultravioleta, incluindo luz visível (encontrada também nas lâmpadas e telas de computador/celulares) e raio infravermelho (calor).  Além disso, irritação e inflamação da pele local podem levar ao aumento da pigmentação.

O tratamento do melasma durante a gestação é limitado. Devem ser tomadas medidas de prevenção para que não ocorra o aparecimento ou a piora das manchas. O uso regular de protetores solares de amplo expectro é de extrema importância. Nessa fase, optamos preferencialmente pelos protetores físicos, aliados sempre a barreira física da cor, para proteger também contra a luz visível (luz branca de celulares e computadores). O uso de alguns produtos clareadores são permitidos. Entre eles estão o ácido glicólico, vitamina C, ácido azeláico, ácido kójico.

Os peelings e laseres não são liberados, uma vez que a maioria das substâncias não foram testadas em gestante e devido a pele da mulher apresentar maior sensibilidade e tendência a pigmentar após estímulos inflamatórios, inclusive machucados e arranhões. Contudo, após esse período os mesmo são indicados e extremamente eficazes para acabar com as manchas.

 

Ligue Agora e Solicite uma Consulta:

  • (54) 3025.6706
  • (54) 3419.6708
  • (54) 99192.8750

« Voltar para Tratamentos para Grávidas