Calvície, você pode AMENIZA-LA!

A calvície é um problema que afeta especialmente os homens, pois a testosterona, hormônio sexual masculino, é a maior responsável pela queda do cabelo. E, particularmente nos jovens, a queda de cabelo pode provocar várias consequências na auto-estima.

img30-10-2014

O termo calvície refere–se a perda capilar progressiva, decorrente a fatores genéticos. Ao atingir a raiz do cabelo, a testosterona sofre a ação de uma enzima. Como consequência dessa reação surgem substâncias que vão reduzir a velocidade de multiplicação das células da raiz ou mesmo provocar a morte delas.

O processo de queda de cabelo é progressivo e dependente de alteração no ciclo de vida do cabelo. O folículo capilar normal possui três fases no seu ciclo de vida:

1. Fase anágena: corresponde ao período de crescimento do fio de cabelo. Esta fase pode durar alguns anos, em média 3 a 5 anos.

2. Fase catágena: trata–se de um período breve de transição em que há involução do folículo capilar.

3. Fase telógena : esta etapa é caracterizada por um estado de repouso, seguido da queda do fio de cabelo. Após essa fase, o folículo retorna a fase anágena, e um novo fio de cabelo começa a crescer.

Na calvície, ocorre uma alteração neste ciclo, fazendo com que a fase de crescimento (fase anágena) se torne mais curta, associada a um aumento da fase de queda do cabelo (fase telógena). Assim, após vários ciclos, os fios de cabelos se tornam cada vez mais curtos, pois a fase de crescimento é menor e a fase de queda é maior. Com a evolução, o folículo se torna incapaz que produzir um fio que alcance a superfície da pele.

Tratamento

Para se iniciar o tratamento é fundamental o diagnóstico adequado, já que existem várias causas de queda de cabelo. Após se diagnosticar, pode-se usar de medicamentos ou cirurgia, por meio de técnicas de implante capilar.

Ficou interessado? Agende uma consulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende uma Avaliação!