Melasma, como tratar?

Em muitos dos casos de melasma, pode existir a ligação entre o uso de anticoncepcionais, gravidez e o sol. Estima-se também que a genética pode ter ligação com esse problema. Os sintomas envolvem o aparecimento de manchas na testa, maças do rosto, nariz, lábios, têmporas, laterais dos braços e colo.

Para tratá-lo o mais recomendado é que o paciente vá até o médico de confiança

para analisar os procedimentos necessários. Os tratamentos envolvem hábitos de proteção contra os raios ultravioleta, o uso de medicamentos tópicos e procedimentos para o clareamento.

Os cremes clareadores são ótimas opções para quem procura diminuir as manchas causadas por melasma. Eles são criados à base de hidroquinona, ácido glicólico e ácido azeláico, três ativos clareadores. Os resultados podem demorar um pouco para aparecer. Como já dito, o tratamento deve ser refeito constantemente para que a mancha não volte.

peeling clareia a pele e pode ser mais efetivo do que o uso de cremes. Existem os tratamentos superficiais e profundos. O uso dessa técnica deve ser analisada por seu médico. Nem sempre é necessário apostar na versão profunda.

O laser e luz intensa pulsada podem ajudar a diminuir as manchas de melasma. De acordo com a SBD, essa modalidade deve ser feita com cautela para não acarretar maior pigmentação.

imgMelasma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende uma Avaliação!