O fim da acne

Se você também sofre com a acne e não está mais na adolescência saiba que este é um problema bastante comum em pessoas com mais de 25 anos, tanto que  a acne ganhou o posto de queixa número 1 nos consultórios segundo estudo da Sociedade Brasileira de Dermatologia feito em 2011. Na Clínica Felipe Meletti nós temos toda a especialização para diagnosticar e fazer o melhor tratamento para sua pele.

Confira:

Esfoliação da pele

A esfoliação da pele pode ser feita tanto de maneira mecânica quanto através de substâncias químicas. Elas atuam prevenindo o acúmulo de células mortas e também ajudam na desobstrução de poros afetados. Dentre os tratamentos tópicos, o peróxido de benzoíla e o ácido salicílico são as medicações mais eficientes. No entanto, o uso deles não pode ser exagerado, correndo o risco de trazer mais oleosidade ainda à pele. A esfoliação também pode prejudicar o tratamento, aumentando as espinhas em até 20% quando em excesso, pois remove a camada protetora da pele, estimulando a produção de mais sebo.

Antibióticos tópicos e orais

A aplicação de antibióticos na região afetada, utilizando-se cremes e loções a base de eritromicina e ácido fusídico pode ser bastante eficaz. Eles atuam matando as bactérias – notadamente, P. acnes – que se alojam no orifício do folículo piloso. Há também antibióticos orais, que são utilizados em casos mais graves.

O uso de antibióticos tem se tornado menos eficiente na medida em que bactérias P. acnes resistentes têm se tornado mais comuns. A acne geralmente irá reaparecer em alguns dias após o fim do tratamento tópico e algumas semanas após o oral.

Tratamento hormonal

Nas mulheres, é possível a aplicação de tratamento hormonal, que consiste na ingestão de contraceptivos orais que mantem constante a taxa de hormônios menstruais. Para cada tipo de pele existe um determinado tratamento. Qualquer tipo de tratamento deve ser sempre acompanhado por um médico especializado.

Retinóides tópicos

Os retinóides tópicos são mais eficientes que as esfoliações e os antibióticos sozinhos. Os retinóides agem na normalização do ciclo de vida das células do folículo, dissolvendo e prevenindo a formação de cravos. O ácido retinóico, principalmente quando combinado com ANTIBIÓTICOS TÓPICOS, costuma ser bastante eficaz para o tratamento da acne. O adapaleno, que tem menores efeitos colaterias, costuma trazer melhores resultados.

Retinóides orais

Consiste na ingestão diária de retinóides como a isotretinoína durante um período de 6 a 10 meses. A isotretinoína tem se mostrado muito eficiente; no entanto, pode causar efeitos colaterais indesejáveis.

O tratamento requer um acompanhamento médico bem próximo devido justamente aos efeitos colaterais (os quais podem ser graves). Os efeitos colaterais mais comuns são a desidratação da pele e sangramentos nasais (conseqüentes da desidratação da mucosa nasal). Há relatos de que a substância possa prejudicar o fígado dos pacientes. Por esse motivo, é fundamental que os pacientes façam exames de sangue antes e durante o tratamento. A droga também pode causar graves defeitos em fetos se as mulheres se submeterem ao tratamento antes ou durante a gravidez como defeitos na face, nas orelhas, no coração e no sistema nervoso do feto. Por essa razão o tratamento das mulheres é acompanhado por métodos contraceptivos ou abstinência sexual.

Clareamento

A acne costuma deixar a pele com manchas vermelhas. Opções para acelerar o clareamento dessas manchas incluem técnicas como luz intensa pulsátil ou produtos como ácido retinóico e ou ácido glicólico e ácido kójico combinados.

Cicatrizes

A acne pode levar o rosto a ter cicatrizes, principalmente quando as espinhas são espremidas, pode-se tratar essas cicatrizes com várias técnicas como preenchimento cutâneo, luz intensa pulsátil, peeling, laser de co2 fracionado, dependendo do grau da cicatriz.

img23-10-2014 (1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende uma Avaliação!