Os problemas de pele mais comuns no inverno

img15-05-2014

Banhos quentes e demorados, correr para vestir a roupa e pular o momento da hidratação para fugir do frio, diminuir o consumo diário de água, afinal, a temperatura já está baixa demais para continuar tomando os seus regulares dois litros do líquido consumidos no verão… Reconhece alguns desses hábitos? Pois então é hora de repensá-los. Diminuir os cuidados com a pele no inverno pode significar problemas. Consultamos o Dr Felipe Meletti da Clínica Felipe Meletti para descobrir as doenças de pele que mais costumam aparecer neste período do ano.

Psoríase

A psoríase é caracterizada, em geral, por lesões vermelhas e descamativas, frequentemente bem delimitadas e que podem aparecer em qualquer lugar do corpo, mas especialmente nos joelhos, cotovelos, couro cabeludo e porção inferior das costas. A causa exata é desconhecida, mas há alguns fatores que podem estar associados ao problema, como a predisposição genética, algumas infecções e o estresse emocional. O tratamento é variável e pode ser feito com produtos de uso local, ou, nos casos em que o problema afeta uma área mais extensa, com medicamentos de via oral ou injetáveis.

Dermatite seborreica

A dermatite seborreica ocorre normalmente em regiões do corpo ricas em glândulas sebáceas e, eventualmente, em algumas áreas de dobras. É caracterizada por lesões avermelhadas e descamativas que atingem especialmente o couro cabeludo e a face. A causa exata também não é conhecida, mas há alguns fatores associados: alteração sebácea, predisposição genética, tensão emocional e algumas doenças como Parkinson, diabetes e obesidade. O tratamento, em geral, é feito com cuidados locais e uso de produtos tópicos.

Dermatite atópica

A dermatite atópica está comumente associada à asma e à rinite alérgica. O indivíduo atópico reage excessivamente a estímulos como poeira, suor, banhos quentes, uso de tecidos sintéticos e uso de fragrâncias. A dermatite atópica tende a se manifestar na infância, mas pode perdurar até a idade adulta. Em todas as formas, os acometidos podem apresentar prurido (coceira) às vezes muito intenso, ressecamento excessivo da pele e lesões descamativas que podem ser mais secas ou mais úmidas. O tratamento consiste na mudança de hábitos que agravam a doença e no uso de medicamentos específicos.

Eczema de pele seca

Como o próprio nome diz, o também chamado eczema xerótico é decorrente da pele mais seca e sem proteção. Os hábitos inadequados no banho são os maiores agravantes do problema. É um distúrbio que afeta qualquer idade, mas os idosos são particularmente acometidos, pelo ressecamento natural deste tipo de pele. As lesões podem aparecer em qualquer região, mas são mais frequentes nas pernas, que são naturalmente mais secadas que o restante do corpo. Cuidados diários de hidratação podem resolver o problema, porém, em casos mais intensos, podem ser necessários o uso de medicamentos tópicos específicos e de medicamentos via oral para o controle da coceira ocasionada pelo eczema.

 

Fonte: Yahoo Mulher (https://br.mulher.yahoo.com/os-problemas-pele-mais-comuns-no-inverno-191600996.html)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agende uma Avaliação!